25 de setembro de 2010

(re)born in 2007.

Foste tu que me esculpiste. Talhaste despreocupadamente a minha maneira de agir, os meus defeitos, o meu sorriso. Definiste, sem sombra de dúvidas, a pessoa que sou hoje.

O melhor é que nem sequer deste conta disso. Já nem o meu nome deves saber.

2 comentários:

  1. Quando percisares de mim, ainda estou aqui.
    E sempre!
    Pqe ainda te conheço.
    beijo

    ResponderExcluir